O profissional do futuro! Você está preparado?

douglas de matteuDouglas de Matteu

Professor, palestrante e especialista em marketing

Frase: “O Estudar deve ser constante…”

***

Muito se discute sobre o perfil desejado do profissional, o que se espera dos profissionais atuais e futuros? Ele deve ter uma formação geral, tradicional ou uma formação específica? O que tem mais valor?

A resposta é simples …. ele tem que ser especialista na sua área de atuação, porém conhecer o todo.

Engana-se o Profissional recém formado em pensar “ufa! acabei os estudos, me formei, agora estou tranqüilo”. O Desenvolvimento intelectual não deve ser visto como uma obrigação, deve se tornar uma prática do cotidiano, como escovar os dentes. Da mesma forma que temos que nutrir todo o nosso organismo com alimentos saudáveis, devemos também alimentar o nosso cérebro e exercitá-lo.

Se pensarmos em linhas históricas, a filosofia, mãe de todas as ciências, primeiramente buscou o conhecimento, a reflexão e o pensar sobre o homem, o mundo e o universo.

Em seguida, ocorreu uma fragmentação do conhecimento, dividindo-o nas áreas: Humanas, Exatas, Biológicas, entre outras. Posteriormente o conhecimento dividiu-se em cursos e disciplinas, como é estruturado o ensino no Brasil hoje, entretanto, estamos caminhando agora para a interdisciplinaridade.

Tenho vivido no campo acadêmico, a busca das instituições em trabalhar projetos interdisciplinares, que visam relacionar as disciplinas e saberes. Nas aulas de Mestrado também se discute o tema de forma mais profunda, estudei a Teoria de Complexidade de Edgar Morin, que em linhas gerais, nos leva a refletir que a divisão do saber nos oferece uma visão incompleta da realidade, ou seja, percebemos o mundo sob um olhar parcelado, muitas vezes míope, este olhar está enraizado na nossa própria formação.

Precisamos ampliar nossos horizontes, repensar nossa formação, e estar sempre abertos para “beber do conhecimento de todas as ciências”.

O mundo muda muito rápido e o profissional também deve mudar, ter flexibilidade. A título de exemplo, hoje com advento dos cursos de Tecnologia, podemos ter uma formação superior de forma rápida e prática em determinas áreas do saber.

Em alguns casos até conseguem convergir duas áreas que eram distintas, exemplificando, o Curso de Tecnologia em Agronegócio da Fatec de Mogi, que é  um curso superior gratuito que oferece uma formação mesclada de Administração de Empresa com Agronomia, esta é uma tendência crescente. Isso facilita o egresso no mercado de trabalho, mas não significada que devemos parar.

Existe hoje no mercado educacional uma infinidade de cursos de especializações, que atendem diversas demandas, tais como Administração Hospitalar, Vendas, Consultoria Empresarial entre outros. A Especialização oferece um diferencial competitivo no mercado de trabalho e amplia nossa visão do mundo.

O Profissional do futuro tem sólida formação e especializações também.

O Estudar deve ser constante, seja qual a forma, através de um livro ou até mesmo pela Internet, outro exemplo é o SEBRAE (educacao.sebrae.com.br),  que oferece diversos cursos gratuitos e de excelente qualidade aos interessando, emitindo inclusive um certificado.

Acredito na famosa frase do grande pensador Confúcio “O necessário para aprender é uma mente humilde”. Hoje só fica parado no tempo quem quiser!

Como sempre digo, atitude é que faz a diferença. Se você quer se destacar pense qual é o seu diferencial? O que você pode fazer hoje pode mudar o amanhã. Sem sombra de dúvida a atualização e a ampliação de conhecimentos é um caminho que todos devem seguir.

***

Coautor do livro SER MAIS EM COMUNICAÇÃO

Anúncios

Perder seu tempo…

Luiz Gustavo Guimarães 1

Como grandes líderes inspiram

Olá pessoal, através do portal Veduca, conheci o trabalho do brilhante Simon Sinek, palestrante motivacional.

Em sua palestra “Como grandes líderes inspiram”, Simon (também conhecido por popularizar o conceito “O Círculo de Ouro”), nos passa algumas dicas de como é importante ‘vender’ a ideia muito mais que o produto, as pessoas comprarão se acreditarem no que você acredita.

O vídeo mostra que as pessoas são motivadas a buscar aquilo que acreditam ou se identificam, muito mais do que simplesmente produtos ou serviços! Confira já!

***

Tente outra vez

Beto Chaves é um paraibano arretado! Um dos amigos que fiz no mundo das palestras e treinamentos. É empresário de sucesso, há mais de 12 anos trabalhando no mercado de comunicação digital e Internet.

CEO do Grupo DEZ, Professor de Empreendedorismo, Liderança e Gestão de Pessoas, bem como Palestrante e Consultor Empresarial. E ainda, um dos colunistas do site “Papo Arretado“, portal dos empreendedores do Nordeste. Confiram abaixo o seu artigo:

***

Já dizia o mestre Raul, de quem gosto muito, que nunca devemos pensar que “a vitória está perdida, pois é de batalhas que se vive a vida. Tente outra vez!”. E é justamente sobre tropeços e recomeços que quero falar brevemente aqui.

Quantas e quantas vezes, os planos que fizemos durante toda a vida, simplesmente vão de água abaixo? Quantas vezes nossos sonhos são destruídos como se fossem meros castelos de areia? E, infelizmente, isso acontece tanto na vida pessoal como na profissional. Quem é empresário e, melhor ainda, um verdadeiro empreendedor, sabe que o correr riscos faz parte da profissão. Ninguém consegue crescer no mercado sem se aventurar, sem arriscar, sem pagar pra ver. E é, exatamente quando essas apostas dão errado, que vemos a verdadeira força de um empreendedor.

Ninguém é realmente empreendedor se desiste na primeira derrota. Aliás, posso dizer mais. Posso dizer que ninguém é empreendedor se desiste algum dia. O empreendedor não desiste nunca. Se abate diante dos revezes, claro! Pode perder um pouco o prumo. Perder a direção diante de um grande fracasso. Mas, desistir, nunca! É como diz o ditado, “levanta, sacode a poeria e dá a volta por cima”.

E não dá pra perder muito tempo no banzo pós derrota, não! Caiu. Dá uma pequena pausa pra se recuperar do tombo. Ergue a cabeça para aproveitar as oportunidades que irão surgir novamente. E segue em frente! E, certamente, o verdadeiro empreendedor irá se refazer e voltará ao mercado com mais força, ainda que seja num ramo diferente do que estava acostumado.

Um bom exemplo disso, é um velho amigo. Pessoa forte, corajosa e decidida que era proprietário de duas grandes lojas de veículos, aqui de João Pessoa. Bastante conhecido no meio, muito bem conceituado, mas que cometeu alguns erros que acarretaram no fechamento de suas empresas. E, de repente, uma empresário de sucesso, se viu sem empresa, nem trabalho.

Diante dessa situação, um fraco, sem espírito empreendedor, desistiria. Mas, não foi o caso desse grande amigo. Depois do tempo necessário pra se recuperar da queda, ele partiu pra luta. Correu atrás de oportunidades, buscou alternativas, arregaçou as mangas e trabalhou. Trabalhou. Trabalhou. E trabalhou, sem medo nem arrogância. E, hoje, começou a se refazer. Foi para a cidade de Natal – RN, onde abriu uma loja de material de construção em um bairro popular. E está começando a obter resultados positivos. E, tenho plena certeza que, brevemente, estará tão bem no mercado quanto antes.

Esse comportamento é exatamente o que um empreendedor deve ter. Só permanece derrotado, quem desiste. Quem reconhece os erros, aprende com eles e vai a luta sem medo de inovar, certamente sairá vencedor. Pode demorar para conseguir se recuperar completamente. Mas, conseguirá. E, reingressará no mercado, mais forte ainda, pois aprendeu com seus erros anteriores e viu sua força e seu potencial de recuperação.

É isso aí, o empreendedor é, antes de tudo, um forte!

Luiz Gustavo é entrevistado no Portal Mie (Japão)

Olá pessoal, tudo bem?

Quero compartilhar mais um momento de muita alegria pra mim… Recentemente fui entrevistado pela escritora, colunista e amiga, Cleo Oshiro no Portal Mie, um site muito bem conceituado do Japão, voltado ao público brasileiro. Entrevistas, atualidades, notícias, entretenimento, ou seja, uma série de conteúdos, muito bem distribuídos por “lá” e “cá”, já que aqui seu público também é enorme.

O Portal Mie é o maior portal de entretenimento no Japão, onde todos os eventos relacionados à brasileiros são informados à comunidade brasileira em geral, portanto o acesso a ele por pessoas da mídia e relacionadas a shows é imensa.

Colocarei aqui, apenas algumas perguntas da entrevista, ok? Para que vejam na íntegra, basta clicar numa das imagens deste post. Segue:

***

O que é um comediante Stand-up?
Bom, o comediante stand up é aquele que “vive” das suas próprias observações… O que conta em palco, não vem de piadas conhecidas, mas daquilo que nota no dia a dia, de situações que ele mesmo vive ou repara no trabalho, faculdade, relacionamentos, televisão, músicas, enfim, não tem um tema específico, todo assunto é válido, desde que seja de sua autoria. Estas observações são chamadas de “texto”, ou seja, cada humorista deve ter o seu próprio texto. Deve se apresentar sozinho em palco, sem acessórios, figurino, cenário ou trilha sonora, apenas ele em “cena” o microfone e a plateia (claro, rs..).

Você é professor, palestrante e comediante! Chega ser engraçado a imagem de uma pessoa séria e centrada num palco fazendo humor! Quando iniciou sua carreira como humorista?
É verdade Cléo, como na maioria das vezes, atuo em cada área de uma forma, alguns alunos não acreditam que também sou humorista e em certos momentos, algumas pessoas que assistem ao show, não imaginam que sou professor e palestrante e também “sei falar sério”, rs…
Embora eu já tenha feito comédia, no teatro (onde comecei há mais de 10 anos), minha carreira como humorista mesmo é recente, tem aproximadamente 3 anos e meio que pisei no palco pela primeira vez para fazer stand up comedy, mas só depois de 2 anos que acreditei nessa área (humor) como profissão.

Que matérias você leciona? Suas palestras são sobre o que?
Atualmente na faculdade estou com as turmas de Recursos Humanos, onde matérias como gestão de pessoas, negociação, empreendedorismo e ética, entre outras, fazem parte da grade. As palestras na maioria das vezes, são de liderança, comunicação e marketing pessoal e profissional.

Os humoristas tem estado em evidência, por problemas relacionados a piadas racistas e polêmicas, o que você pensa sobre isso? A censura esta exagerando ou os comediantes estão apelando?
A censura exagera…  Claro que, como em qualquer profissão, tem “aqueles” que apelam, mas isso é minoria. Não se pode considerar polêmica ou racista, piada é piada, independente do gênero é tudo uma brincadeira e sempre foi assim, pode funcionar para uns e não funcionar para outros. O que eu vejo é que muitas vezes a censura “esquece” que a Ditadura já passou e quer continuar “ditando regras”… Nenhum humorista  para voce na rua ou invade sua casa, para contar uma piada, as pessoas é que fazem suas escolhas e infelizmente algumas delas, quando se sentem ofendidas, preferem sair por aí falando mal, quando poderiam simplesmente, não assistir mais aquele determinado humorista

Qual seu maior sonho?
Deixar um legado. Continuar fazendo o que gosto: “me comunicando” e ganhar a vida com isso. Sendo cada vez mais reconhecido e buscando sempre, qualidade de vida, pra mim e pra minha família. Seja falando sério nas palestras ou fazendo rir no stand up, meu maior sonho é “fazer a diferença” e interferir direta ou indiretamente para mais e mais pessoas que venham a conhecer o meu trabalho. Tenho inúmeros objetivos e aos poucos, DEUS tem iluminado os meus passos e me concedendo vitórias e aprendizados. No final da vida, quero me ouvir dizendo: “É, valeu muito a pena!”.

***

Bom, como disse, esta foi uma parte da entrevista, para terem acesso às outras perguntas, acessem este link: http://portalmie.com/magazine/2012/05/o-comediante-luiz-gustavo/

“Arigato” e vamo que vamo, rs…