Os Precursores no Stand up Comedy

Olá pessoal,

Recentemente fui convidado para escrever para o blog de um amigo, (o “CulturaOZ” de Elíabe Vicente), com a missão de falar um pouco do que aprendo nos “palcos da vida”, sobre o Stand up Comedy, área onde “sou aluno” desde 2008 e não me arrisco a prever uma data para a “formatura”.

E para começar… O que é isso?

Wikipédia responde:

“Stand up Comedy é uma expressão em língua inglesa que indica um espetáculo de humor executado por apenas um comediante, geralmente em pé (daí o termo ‘stand up’). Também é chamado: “humor de cara limpa”, pois o humorista se apresenta, sem acessórios, caracterização, cenários ou personagem, diferenciando também de um monólogo tradicional. O humorista stand up não conta piadas conhecidas do público (anedotas). O texto é sempre original, normalmente construído a partir de observações do dia a dia.”

Agora que você já tem o conceito, querido leitor, é de extrema importância conhecer também os precursores desta arte, os primeiros “insanos” que se tem notícia que toparam dar a cara à tapa, os primeiros “loucos” que enfrentaram uma platéia para falar apenas o que notavam em seu cotidiano, que poderia ser engraçado, ou não… E quando tinha graça, maravilha… Mas e quando não tinha? Como “segurar a onda” e continuar seu texto, com a cara e a coragem??? (Em outros textos falarei mais sobre isso).

Neste momento, não tem como falar deste assunto, sem citar Jerry Seinfeld. Ele que começou a carreira, se apresentando em clubes de Nova York, com o passar dos anos, se tornou uma das maiores referências com esse estilo de humor. Através da série: ”Seinfield”, o cara apresentou “ao mundo”, o que era o Stand up Comedy. Não estou dizendo que só existia lá, apenas o mérito pela divulgação desta arte. No início de cada programa (da série), tinha uma parte do seu show, cativando as pessoas com suas inusitadas observações.

Mas e no Brasil? Quem começou? Quem propagou??? Por aqui, até mesmo, muitos anos antes da série norte-americana ser um sucesso, Chico Anysio e José Vasconcelos, já “deitavam e rolavam” no quesito “Comédia em pé”, isso já na década de 60’, pouco mais tarde, Jô Soares também se tornaria um dos representantes, porém apenas nos últimos anos, este termo “ganhou força”. De 2006 pra cá, Rafinha Bastos e Danilo Gentili, tiveram seus vídeos na web, atraindo cada vez mais fãs e chegando a números expressivos de visualizações (na casa dos milhões), o que fez com que o trabalho de muitos humoristas que já estavam na área se destacasse ainda mais, como por exemplo, Marcelo Mansfield, Diogo Portugal e muitos outros.

Esse é um estilo onde o raciocínio rápido, a presença de palco, o carisma, o controle emocional e claro, a observação, são itens indispensáveis. Fica aqui o meu convite para você buscar um pouco mais sobre o assunto, assistir os vídeos na internet e principalmente comparecer aos shows, tenho certeza que você irá se divertir muito, rir demais e perceber como situações que provavelmente você já passou, se tornam hilárias, quando contadas no palco por estes profissionais do “fazer rir”. Um grande abraço, gargalhadas e até mais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s