Como lidar com a pressão organizacional?

Olá pessoal, gostei muito deste artigo da Priscila Mendes e percebi que seria super interessante, este tema por aqui também. Ela é consultora e escreve com frequência para a “Você RH”.

Leia agora mesmo e descubra o que fazer com o excesso de prioridades em seu dia-a-dia.

Priscila Mendes

Consultora

***

Quem de nós já não se deparou com a pressão do ambiente corporativo? Prazos, metas, concorrência, redução de custos e aumento de produtividade são apenas alguns dos motivos que levam as empresas a caminharem em ritmo acelerado. Assim, tem se tornado cada vez mais comum a busca por profissionais que saibam lidar com a pressão organizacional. Mas como os colaboradores têm respondido a essa pluralidade corporativa?

As empresas têm optado por profissionais que se mostram produtivos, ou seja, capazes de gerenciar e executar uma gama de informações, tomando as ações necessárias em tempo real, contudo, sem comprometer a qualidade de entrega. Tudo isso com equilíbrio emocional. Logo, estamos falando de profissionais que saibam lidar com a pressão organizacional.

Em uma equipe, reunimos pessoas com divergências de culturas, ideias e pontos de vista. Isso é saudável, porém, é importante lembrar que cada uma poderá apresentar uma reação distinta ao estímulo da pressão e o líder terá um papel importante na busca por um ambiente ponderado. Afinal as pessoas não devem fracassar diante da pressão.

Companhias têm refletido sobre essa questão e buscado mudanças, visando à qualidade de vida dos colaboradores. O investimento também é aplicado no desenvolvimento da liderança, com o objetivo de desenvolver, motivar e reter colaboradores, além de praticar técnicas que diminuam o estresse no ambiente de trabalho.

Algumas ações podem ajudar a aliviar a pressão do cotidiano, como a organização do espaço e das atividades de trabalho e a administração do tempo, fatores fundamentais para um rendimento superior e equilíbrio. Além disso, relacionar as atividades prioritárias e secundárias, definir o tempo que se destinará para a realização de cada uma delas, evitar ser interrompido, concentrar-se na tarefa a ser executada e aprender a dizer “não”, caso isso seja necessário, são algumas dicas que podem ajudar a conviver bem com a perseguição de metas e objetivos e a manter-se focado e preciso nos resultados, evitando cobranças e maior sensação de pressão.

***

LEIA OUTROS ARTIGOS

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s