Como torturar pessoas usando o PowerPoint

Leandro Vieira concluiu seu Mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, certificado em Empreendedorismo pela Harvard Business School e Administrador de Empresas pela UFPB.

Já foi professor e hoje é colunista e blogueiro pela revista Você S/A e o responsável pelo Portal Administradores. Confira já o texto abaixo e veja se você não anda “torturando” as pessoas também, rs…

Leandro Vieira

Administrador

***

Criado para facilitar a vida de milhões de pessoas necessitadas de um suporte para as suas apresentações acadêmicas, comerciais e corporativas, o PowerPoint acabou se tornando um verdadeiro instrumento de tortura.

Fãs de Bill Gates, tenham calma! Eu explico.

O problema, como sempre, não é a ferramenta, mas o uso que se faz dela. A maior parte das pessoas utiliza o PowerPoint como uma bengala em suas apresentações. As razões podem ser diversas: insegurança, medo, despreparo, vontade de surpreender a plateia com os “efeitos especiais”, deslumbre com o programa, e por aí vai. A bronca é que, sem o bendito PowerPoint, adiós apresentação.

O modo mais comum de tortura é rechear os slides com texto. O apresentador, com medo de não lembrar o que veio falar, entope os slides com um milhão de frases. Para completar, ignora o público à sua frente e lê o que está escrito no telão. Pobre plateia.

Utilizar o clipart do Windows é um dos clichês. Sempre em busca do caminho mais fácil, o torturador não pensa duas vezes antes de inserir aquelas imagens batidas em sua apresentação.

Outra estratégia torturante é o uso de bullet-time, aquele efeito irritante que faz as frases deslizarem na tela. A cada tópico lido pelo palestrante, uma nova frase faz sua entrada triunfante da esquerda para a direita (ou de baixo para cima, ou rodopiando, ou piscando…). Os mais empolgados ainda utilizam o pacote de sons do aplicativo:

  • “as vendas do primeiro semestre de 2010 superaram em 6% as do mesmo período do ano passado”. POW! (barulho de disparo de revólver);
  • “Em contrapartida, fomos obrigados a reduzir nossa margem de lucro em 3,29%” SCRINNNCHHHH! (carro freando);
  • “Dessa forma, para a nossa empresa decolar, minha proposta é de expandirmos nossa atuação para o estado vizinho” PLAC! PLAC! PLAC! (som de aplausos. Do programa, é claro.).

Fale a verdade: você já viu esse filme antes, não viu?

Sons, imagens, vídeos e outros recursos multimídia, podem enriquecer – e muito – uma apresentação. Mas o seu uso deve ser, apenas, para apoiar a mensagem do apresentador – e nunca para o apresentador se apoiar em seu uso.

Não quero bancar o sabichão. Eu mesmo já fui um exímio torturador com o PowerPoint. Minhas apresentações seguiam o mesmo roteiro que acabei de descrever. Fui melhorando com o tempo; à medida que me sentia mais seguro para passar minha mensagem, comecei a abrir mão do copy+past de texto nos slides, e passei a utilizar uma abordagem muito mais clean, muito mais simples e harmoniosa.

Ao mesmo tempo em que pode servir como um terrível instrumento de tortura, o PowerPoint pode ser a ferramenta ideal para ajudá-lo a fazer uma apresentação fantástica e memorável.

Observe como Seth Godin, Chris Anderson, Steve Jobs e outros mestres jedis na arte de encantar plateias utilizam slidewares como o PowerPoint, Keynote ou similares. Cada um tem seu estilo e personalidade na hora de contar histórias. O que suas apresentações têm em comum é, justamente, a utilização de slides simples, pouquíssimo texto, imagens marcantes e design de impacto.

Em se tratando de apresentações, menos é mais. Acredite.

E você, já torturou alguém ou foi torturado por PowerPoint? Comente suas experiências mais abaixo! Até a próxima!

10 thoughts on “Como torturar pessoas usando o PowerPoint

  1. Sim,eu já fui torturadora,quando comecei a estudar no curso de ciências biológicas,hoje me sinto segura o suficiente para usar pouco ou nenhum powerpoint!

  2. Já fui torturada e ainda sou…. na faculdade é assim, só que o que me deixa mais indignada são que alguns professores obrigam a usar o recurso, se não usar perde pontos… Parece que estão formando pessoas incapazes de realizar uma apresentação. Dai vem a pergunta… E se eu estiver pronta pra não usar o recurso? A resposta é… Use para se garantir… Então vem aquele monte de apresentações cheias de textos que mal da para ler de tão pequenos pois aproveitam tudo os espaços dos slides… Infelizmente essa é a realidade…

  3. Slide com fundo preto e letra amarela ou branca…meu deus, aquilo embaralha sua mente, vc fica tonto lendo haha

    Mas essas animações são as piores…hahaha

  4. O que você escreveu com certeza é uma “verdade verdadeira”. Perdi a conta de quantas vezes já recebi slides anexados com esses efeitos e pra dizer a verdade eles mais atrapalham do que ajudam. O segredo do PP ou de qualquer outra ferramenta, está em saber usála corretamente para transmitir a ídéia e não torturar o público com textos saltitantes e cliparts jurássicos;

    • Pois é pessoal, como disse a Anaiza, infelizmente alguns professores, “obrigam” seus alunos a utilizarem a ferramenta, quando deveriam incentivá-los a depender o mínimo possível de certos recursos… Já vi muita gente não conseguir se expressar, porque o computador não funcionou ou surgiu algum problema… Minha dica é: entenda sempre o assunto e utilize qualquer recurso que seja para “abrilhantar” sua apresentação, nunca como “muleta”.
      Cleriston, valeu pela sinceridade, estamos sempre aprendendo… Eduardo e Rafael, ha ha ha verdade, algumas animações, efeitos sonoros e cliparts “jurássicos” acabam com o nosso dia kkkkkkk (Cleriston e Rafael, sucesso em vossos blogs também)
      Abraço à todos…

  5. Finalmente, os insurretos do “power point”, essa maldita idéia de apresentações, palestras …etc.. recheadas….onde todo o sentido…se perde no ” Datashow”, e os e-mails, que recebemos, são na grande maioria de “ppt”, tem gente especializada em passar textos, poesias, para essa excelente ferramenta, quando utilizada de forma racional e objetiva… tem até grupo no Yahoo, de adoradores do “power point”…como se todos, tivessem tempo suficiente, para ficar na frente da “telinha”, vendo ppt por ppt…começei a baixar e guardar, meu pensamento… vou abrir mais tarde…cheguei a ter mais de 2.000, e nunca abri nenhum….rsrsrsrs.
    É mais fácil, ´rapido e objetivo …colocar no corpo do e-mail, mas não…os ociosos, teimam em colocar em “ppt”, qualquer texto, poesia ou pensamento. Me alio aos protestos…

    • ha ha ha isso mesmo, rs…

      acho que estes nossos “amigos”, que fazem tanta questão mandar inúmeras apresentações em power point, devem achar que temos TODO O TEMPO do mundo para vê-las, ha ha ha

      Abraço,

  6. Pingback: Como torturar pessoas usando o PowerPoint « Pet Civil – UFJF

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s