BANHEIRO – Um hábito saudável

Olá pessoal, recentemente fui convidado a escrever para o blog de um amigo (também humorista) e o tema era banheiro. Fiz algumas alterações no texto e o resultado não poderia ser outro: Ficou uma merda! Se não tiver algo melhor a fazer, leia o texto abaixo, mas não diga que é meu, ok?!

***

Luiz Gustavo Guimarães

Palestrante e Humorista

Só se for na casa do Pedrinho” – A frase não é exatamente esta, mas a idéia sim. Quem não se lembra do comercial, onde o garotinho, faz questão de usar o banheiro do amiguinho? Ou ainda, daquela propaganda de iogurte (embalagem verde) que resolve todos os seus problemas intestinais?! Hoje em dia, já se tornou comum falar de situações relacionadas ao tema e muitas vezes, o que você acha constrangedor, pode se tornar hilário para as outras pessoas. Muitos já passaram por situações desastrosas no banheiro, sim meus amigos, atire a primeira pedra, quem nunca sofreu com a chegada do “número 2″?!

Tenho um amigo que faz da “ida ao banheiro”, mais que uma necessidade, um estilo de vida, um hábito saudável, uma forma de dizer a si mesmo: “Sim, eu posso!“. Isso mesmo, ele é um cagão (literalmente). Fico emocionado só de lembrar das inúmeras vezes em que ele saía correndo em busca de um WC e voltava (muitos minutos depois) triunfante, era um “ar” de conquista, de auto-realização, como se tivesse feito algo grandioso (e eu não duvido disso).

Aí, eu me pergunto: Quem nunca fez uma “obra de arte” no banheiro? Quem nunca olhou “depois” e pensou: “Nossa, como eu fiz isso?” Em outras palavras e falando o português claro: Quem não tem uma boa história pra contar por causa de um cocozinho inusitado? Recentemente eu mesmo, fiz uma espécie de cocô de marca, eu juro, tinha o formato do símbolo da nyke, confesso que até pensei em tirar uma foto, mas fique tranquilo caro leitor, eu não fiz isso, afinal de contas meu celular é uma bosta e não tem câmera…

Sei que algumas pessoas ainda não se sentem confortáveis para falar de si mesmas, talvez tenham vergonha, entendo isso e por este motivo estou aqui, para ajudá-las a “quebrar esta barreira” e a minha melhor dica é: “Comece falando de alguém“.

Bom, chega por hoje, depois deste assunto, acabo de lembrar que preciso cortar as unhas… Ou elas que cortarão o papel higiênico outra vez… (se é que você me entende), abraço e até mais.

About these ads

2 pensamentos em “BANHEIRO – Um hábito saudável

  1. Adorei o tema Lu…
    eu mesma não ligo em falar…
    sem pudores sobre o assunto…
    e até mesmo na faculdade, todas as vezes que íamos fazer uma apresentação uma professora sempre falava para nós (tentando fazer com que ficássemos menos nervosos ao falar em público):
    - Lembre-se todos que estão te assistindo também fazem merda!

    • ha ha ha, muito boa a observação da sua professora, rs… E bom saber que também não tem pudores para o assunto, rs.. Obriagado Maísa, em mais uma vez, participar com seu comentário. Abraço,

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s